domingo, 25 de setembro de 2011

Consep discute JMJ-2013


E-mailImprimirPDF


O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, dom Eduardo Pinheiro, e o assessor da Comissão, padre Carlos Sávio, apresentaram ao Conselho Episcopal Pastoral (Consep), na manhã de hoje, 22, o processo de preparação da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro, em 2013.

Segundo dom Eduardo, a Jornada já começou com a chegada a São Paulo, no último dia 18, da Cruz e do Ícone de Nossa Senhora, símbolos da JMJ, para a peregrinação nas dioceses do país.
Padre Sávio fez um balanço da participação do Brasil na Jornada de Madri, no mês de agosto. Segundo o assessor, cerca de 17 mil brasileiros participaram da Jornada e 178 dioceses foram representadas. Já a assessora do Setor Universidades, irmã Maria Eugenia Lloris Aguado, destacou os congressos realizados pela Pastoral Universitária durante a pré-jornada. A assessora adiantou que, para a Jornada no Brasil, Belo Horizonte (MG) deverá sediar o Congresso Internacional das Universidades Católicas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa