segunda-feira, 24 de agosto de 2015

A herança do passado

Dom Dadeus Grings

A herança do passado

Dom Dadeus Grings
Arcebispo Emérito de Porto Alegre (RS)

Prescindindo de qualquer ideologia, que pretendesse traçar uma linha mais ou menos coerente para a caminhada humana ao longo dos tempos, podemos constatar fatos e costumes, que marcaram cada época, assim como podemos descrever os acontecimentos mais importantes que marcaram nossa própria vida. Se alguém não consegue vislumbrar ali uma coerência nem uma seqüência lógica, não importa. O importante é reter estes eventos e viver à sua luz, para compreender o momento atual sem repetir os erros do passado nem deixar de aprender suas lições. Quando esquecemos o passado não conseguimos facilmente aceitar o presente, tanto o próprio como dos outros.

Superar as crises com esperança

Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena

Superar as crises com esperança

Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena
Bispo de Guarabira (PB)


A Nação brasileira está atravessando uma enxurrada de crises. Instituições e pessoas são profundamente afetadas. As crises são reais e todos sentem suas consequências, principalmente os mais pobres.
As crises não acontecem de um momento para outro. As causas vão se somando. Deste cenário pode-se tirar lições importantes, indignações, atitudes, reações e respostas adequadas a favor daquilo que a própria crise aponta como solução. Elas abrem possibilidades para um processo de correção de rumos e surgimento de uma cultura da honestidade e da solidariedade.

Padre argentino é eleito novo superior geral de Schoenstatt

Durante o 5º Capítulo Geral do Instituto Secular dos Padres de Schoenstat, realizado em Schoenstatt, Alemanha, desde 5 de agosto, os 41 participantes elegeram o padre Juan Pablo Catoggio novo superior geral.
Catoggio é o primeiro argentino a governar a comunidade dos padres de Schoenstatt, sucedendo o padre Heinrich Walter, alemão, que ocupou o cargo por 12 anos. O novo superior geral foi eleito para um mandato de seis anos.Nos próximos dias, os participantes escolherão os demais membros da direção geral.

Comissão divulga mensagem sobre o Encontro das Pastorais Sociais e Organismos

A Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz divulga mensagem do Encontro Nacional, que reuniu, de 18 a 20 de agosto, em Brasília, coordenadores das Pastorais Sociais e Organismos da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).  Em consonância com a encíclica do papa Francisco, Laudato Si’, o evento abordou o tema: “Cuidado da casa do ser humano e cuidado com o ser humano, especialmente os mais pobres”.  A mensagem é assinada pelo bispo de Ipameri (GO) e presidente da Comissão, dom Guilherme Werlang. Confira o texto, na íntegra: 

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa