quarta-feira, 27 de outubro de 2010

CRISTOLOGIA O Jesus da História e da Fé

CRISTOLOGIA O Jesus da História e da Fé
- Jesus de Nazaré => Verdadeiro homem e verdadeiro Deus
ı Jesus viveu plenamente como ser humano
ı Teve os mais diversos sentimentos que a humanidade tem

ı Foi tão limitado humanamente quanto qualquer outro homem
- Chorou (ver morte de lázaro)
- Teve necessidades fisiológicas
- Precisou de carinho, afeto, aconchego
- Sentiu medo, dor, a doença
- Amou, apaixonou-se, sentiu rejeição
ı Foi submetido a uma sociedade
ı Tinha uma religião
ı Formou sua roda de amigos
ı Com coragem lutou contra a exploração
- Desafiou os chefes religiosos (fariseus e saduceus)
- Desafiou os exploradores estrangeiros (romanos)
- Tomou partido dos pobres e marginalizados
ı Foi Assassinado
- Sua morte era necessária
- O tipo de morte (cruz) foi uma conseqüência histórica
- Motivo da condenação => É um homem da Verdade
- Jesus Cristo => Verdadeiro Deus e verdadeiro homem
ı Não permaneceu na morte
ı Com a ressurreição sua divindade se manifestou
ı Agora não está submisso às categorias terrenas
ı Não tem limites
ı É reconhecido como “o Senhor”
ı Sua história é re-lida à luz da Páscoa
“ Deus se fez homem para que o homem se fizesse Deus” (Santo Irineu)

Padre Ademir N. Farias

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa