segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Primeiro encontro de Bispos e formadores sobre a experiência missionária dos seminaristas


Nos dias 10 e 11 de novembro do corrente ano, estiveram reunidos no CCM, em Brasília, alguns bispos e formadores do Brasil para tratarem da experiência missionária dos seminaristas.
O encontro teve início com a saudação de D. Pedro como presidente da Comissão para os Ministérios ordenados.
O objetivo do encontro também foi destacado que seria partilhar as diversas iniciativas dentro da formação pastoral-missionária dos futuros sacerdotes do Brasil – tendo como base o doc. 93 -, bem como a constatação dos diversos desafios encontrados. Durante os dois dias foram feitos debates, trabalhos em grupo, orações em comum...
No decorrer do encontro muitas foram as partilhas dos diversos formadores, bem como dos senhores bispos que estavam presentes. Nas diversas apresentações foi destacada a necessidade de se formar padres missionários que estejam disponíveis para atuarem nos diversos campos de missão do nosso contexto social. Outra ênfase em todo o encontro foi que esse trabalho só seria produtivo se partisse da experiência do encontro apaixonado com a Pessoa de Jesus Cristo.
Dentre as diversas experiências apresentadas durante o processo de formação dos futuros sacerdotes foram destacadas algumas:
  • Estágios de finais de semana;
  • Missões durante uma semana ou mais tempo na própria diocese ou em outras;
  • Ano pastoral na própria diocese ou em outra, tendo sido o estudo interrompido;
  • Missão de 40 dias ou menos na Diocese de Santarém;
  • Trabalhos com diversos movimentos e outras realidades eclesiais;
Foi constatado por todos que essas diversas experiências pastorais missionárias preparam, já no tempo da formação inicial, o futuro presbítero para vivenciar aquilo que será o seu futuro ministério. Outro destaque foi dado ao fato de que a vivência missionária desenvolve no candidato algumas características importantes para o sacerdócio: vida de oração; desapego; compaixão; dedicação...
Todos foram unânimes em afirmar que o encontro foi muito produtivo e enriquecedor tanto para os formadores como para os bispos. Foi pensada a possibilidade de se realizar outro, no próximo ano, com mais formadores e os bispos responsáveis de cada regional. Além disso, se enfatizou muito a necessidade de tornar acessível a todos o que tem sido feito nesse campo da formação.
Bendigamos a Deus por mais esse passo dado na condução da formação dos futuros sacerdotes da Igreja no Brasil e esperamos que esse caminho se desenvolva sempre mais conduzindo os nosso formandos a um encontro diário com a Pessoa de Jesus na Eucaristia, nos irmãos, na Palavra e na comunidade. Que esse encontro nos leve a anunciá-LO a todos e em todos os ambientes onde formos chamados a exercermos nosso ministério sacerdotal. Que a Virgem de Guadalupe nos conduza nesse caminho de discipulado!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa