sábado, 11 de setembro de 2010

Tagliatelle com salmão defumado

Carboidratos e proteínas na proporção ideal


Ingredientes
- 1 cebola picada - 1/2 tablete de manteiga (100 g) - 2 tomates sem pele e sem semente picados - 1/2 xícara (chá) de vinho branco seco (100 ml) - 200 g de
salmão defumado em tiras - 4 colheres (sopa) de dill - 1 xícara (chá) de creme de leite fresco (200 ml) - sal - pimenta-do-reino recém moída - 300 g de tagliatelle cozido al dente - 100 g de queijo parmesão ralado

Modo de preparo
Em uma Assadeira Quadrada Média Marinex & Teflon®, coloque a cebola, a manteiga, o tomate e leve ao micro-ondas em potência alta (100%) por 3 minutos. Acrescente o vinho, e volte ao micro-ondas por mais 2 minutos. Adicione o salmão, o dill, o creme de leite e tempere com sal e pimenta-do-reino. Misture o tagliatelle ao molho, salpique o parmesão e leve ao forno frio (não preaquecido) a 200º C. Deixe gratinar por 10 a 15 minutos e sirva em seguida.

Rendimento
3 a 4 porcões

Tempo de preparo
20 minutos

Receita cedida por Santa Marina

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa