quinta-feira, 7 de outubro de 2010

ADORAÇÃO EUCARÍSTICA

ADORAÇÃO EUCARÍSTICA
(Chegada em silêncio. Após a chegada canta-se um refrão meditativo.)

SAUDAÇÃO
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
T- Amém!
A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.
T- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.


Hoje somos convidados a estar com Jesus, a lhe fazer companhia por essa hora. Reunidos para este momento de oração e adoração do Cristo presente no Sacramento Eucarístico, queremos recordar que esta presença decorre da Celebração Eucarística e a ela nos deve encaminhar. Permanecendo diante do Cristo Senhor, saboreamos a íntima familiaridade com Ele, e abrindo-lhe o coração, pedimos por nós mesmos e por todos, pela paz e salvação do mundo. Oferecendo com Cristo toda nossa vida ao Pai, pela força do Espírito Santo, pedimos o aumento da nossa fé, esperança e caridade. Alimentamos assim, as disposições que nos levam a celebrar o memorial do Senhor e a receber com freqüência o Pão que nos foi dado pelo Pai.

MOMENTO DE SILÊNCIO

C- Todas as vezes que nos reunimos Ele está presente no meio de nós: “Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou aí no meio deles.” (Mt 18,20). Somos o seu corpo, Ele age em nossas ações, “Eis que eu estarei convosco todos os dias, até o fim dos tempos.” (Mt 28,20). Por isso, em todos os momentos Ele está conosco, mesmo quando é noite, não estamos sós.
T. Fica conosco Senhor, somos teus seguidores. Fica conosco Senhor, somos tuas crianças.
C- “Cristo está presente na sua Palavra, pois é Ele que fala quando na Igreja se lêem as Sagradas Escrituras.”  Portanto, quando ouvimos as Escrituras Ele nos fala e aquece nosso coração.
T. Fala Senhor, fala da vida.  Só tu tens Palavra eterna, queremos ouvir!
C- Jesus Cristo está presente na pessoa do pobre e excluído. Todas as vezes que fazemos algo por estes, é ao próprio Cristo que o fazemos. (Cf. Mt 25,40).
T. Entre nós está e não o conhecemos. Entre nós está e nós o desprezamos.
C- Presente na Assembléia reunida, na Palavra proclamada e no pobre, Jesus Cristo está presente de modo especial na Eucaristia.
T. Eu vim para que todos tenham vida, que todos tenham vida plenamente.

 MOMENTO DE SILÊNCIO

P- Obrigado, Senhor, por estar contigo, e por tua presença amorosa! Obrigado por tua graça que dá sabor e sentido a meu viver.todo o meu ser te deseja, Senhor! Confesso que tenho sede de ti, tenho grande vontade de estarás vezes contigo, desejo muito de te escutar, me deixar fazer; desejo me deixar conduzir por tua graça, ser solidário como esse teu jeito criativo de marcar presença.

Cr- É bom estar Contigo, Jesus, aqui é um cantinho do Céu. Agora, eu quero minha vida entregar, vem encher a minha vida de amor. Quero aprender sempre mais Te amar. E só Contigo eu quero seguir. Visita a minha casa, Jesus, e ensina a cada um a Te amar

C- Partiram na barca para um lugar solitário, à parte.  Mas viram-nos partir. Por isso, muitos deles perceberam para onde iam, e de todas as cidades acorreram a pé para o lugar aonde se dirigiam, e chegaram primeiro que eles.  Ao desembarcar, Jesus viu uma grande multidão e compadeceu-se dela, porque era como ovelhas que não têm pastor. E começou a ensinar-lhes muitas coisas.
T- Deus ama a sua criatura, e jamais o abandona. Ele ama até ao fim. Vai até ao fim com o seu amor. Deus não é um Deus distante, Ele se preocupa com cada um de nós. Senhor, ensinai-nos a ver e a viver os sinais de vosso amor em nossa vida.
MOMENTO DE SILÊNCIO

P- Senhor, gosto de estar contigo! Gosto de parar por alguns momentos da vida, de me acalmar, de silenciar, de saborear tua presença... de estar presente.
Senhor como é bom olhar a vida, os acontecimentos, a história... a partir de ti! Sentar diante de ti. Contigo contemplar uma caminhada feita. Contigo acolher o momento presente. Contigo se predispor para o futuro.

Cr- Senhor, Tu me conheces, sabes quando estou sentado e quando fico de pé. Conheces minha vida e também meu coração: Senhor, tu és bom! Para onde eu vou lá estás, Senhor! Se eu subir ao céu, se eu descer ao mar, lá estás, Senhor!

C- Jesus nos diz:  Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem a mim, como meu Pai me conhece e eu conheço o Pai. Dou a minha vida pelas minhas ovelhas.”

T. Não é o poder que redime, mas o amor! Este é o sinal de Deus: Ele mesmo é amor. Jesus nos ensina que o mundo é salvo pelo Crucificado e não por quem crucifica. Senhor, ensinai-nos amar, pois no verdadeiro amor se encontra a plena felicidade.

MOMENTO DE SILÊNCIO

P- Sobretudo, Senhor, é bom estar contigo! Curtir o momento especial de estar diante de ti, de estar frente a frente, lado a  lado... contigo! De acolher teu jeito de ser, de encarnar em mim tua maneira de proceder, de se deixar tocar por tua maneira respeitosa e sincera de ser e de acolher, de entrar na profundidade de teu olhar carregado de misericórdia, de esperança, de se deixar tocar por tua ternura e pro tua vontade...

Cr- Só em Deus que meu coração repousa quietinho. Só em Deus! Só em Deus que repousa quietinho! É de Deus que vem a salvação. É de Deus!
C- Aquele que está sentado no trono os abrigará em sua tenda. Já não terão fome, nem sede, nem o sol ou calor algum os abrasará, porque o Cordeiro, que está no meio do trono, será o seu pastor e os levará às fontes das águas vivas; e Deus enxugará toda lágrima de seus olhos.

T. A Igreja antiga encontrou na escultura do seu tempo a figura do pastor que carrega uma ovelha nos próprios ombros. Jesus Cristo é o Bom Pastor, que cuida da sua criação. Senhor, nos conduza e nos carregue todos os dias nos seus próprios ombros para que nos meus caminhos não me separe de Ti.

MOMENTO DE SILÊNCIO

P- Senhor, muitas vezes me falta maior confiança em ti, falta-me também maior confiança nos outros e em mim mesmo. Isso me leva a experimentar medos, resistências, divisões interiores, desânimos...Muitas vezes calculo exageradamente meus passos, meu dia-a-dia, os sonhos... Confesso que não é legal racionalizar demais o belo, o natural, o poético...Racionalizar demais o mistério, o manha, a lagrima, o perfume...Mas apesar de tudo, sinto grande desejo de confiar e amar mais . Tua presença amiga e tua graça me animam a continuar a vida, a continuar mais próximo de ti e mais próximo de teus filhos amados.

Cr- Convido a todas as Crianças a rezarem:
Pai, querido! Eu quero ser criança, com todo o direito de ser criança.Quero poder sorrir e quero, ao sorrir, ajudar o outro a perceber que ainda há motivos para ter esperança.Quero correr e, ao correr, ampliar os horizontes, daqueles que não perceberam que, além das cercas, há um tempo enorme, cheio de verde e de vida. Um campo que é um convite a sair do lugar de sempre.Quero rezar. E, ao rezar, sentir que não estou sozinho e que nunca estarei. Sentir que tua presença não me tira a liberdade. Ao contrário, faz-me livre, porque me livra do mal. Quero amar. E, ao amar, sentir-Te. E, ao sentir-Te, fazer a diferença na vida de quem eu vier a amar. Amar sem economias. Amar sem barreiras, sem fronteiras. Amar como em um vôo leve, profundo, delicado, forte. Amar com todas as ações e contradições do verbo amar. Quero amar.Ainda sou criança, Senhor, mas tenho tudo isso pela frente. E não é à toa que estou aqui. E, um dia, quero poder olhar para trás e dizer: valeu a pena. Cada lágrima derramada. Cada noite mal dormida. Cada soluço. Cada aperto no peito. Cada riso ou gargalhada. Cada mão estendida. Cada abraço. Tudo valeu a pena porque fez parte de um caminhar. Um caminhar difícil, fácil. Depende. De Ti e de mim. Ainda sou criança, Senhor! Que eu seja a eterna criança. Pronta para mais uma história. Mais uma canção.Ainda sou criança, Senhor! Ainda não desconfio do amor. nem gostaria de desconfiar. Senão, por que viver? Cuida de mim, hoje, amanhã e sempre, por favor. Cuida de mim, Senhor! Amém!

C- Senhor, meu coração não se enche de orgulho, meu olhar não se levanta arrogante. Não procuro grandezas, nem coisas superiores a mim. Ao contrário, mantenho em calma e sossego a minha alma, tal como uma criança no seio materno, assim está minha alma em mim mesmo. Israel, põe tua esperança no Senhor, agora e para sempre

T- Meu Pai, eu me abandono em ti. Faz de mim o que quiseres Por tudo que fizeres de mim. Eu te agradeço. Estou disposto a tudo, aceito tudo. Contando que a tua vontade seja feita em mim, em todas as criaturas. Nada mais desejo, meu Deus ponho minha alma em tuas mãos, entrego-a ti, meu Deus, com todo o amor de meu coração porque te amo. E é, para mim, uma necessidade de amor dar-me e entregar-me nas tuas mãos sem medida, com infinita confiança porque tu és meu Pai.

MOMENTO DE SILÊNCIO

PRECES

Nossa oração diante do Cristo Senhor, presente na Eucaristia, prolonga a união que obtemos ao comungar e renova a aliança que nos impele a viver de acordo com o que recebemos pela fé e pelo Sacramento na celebração da Eucaristia. Elevemos espontaneamente nossas preces ao Senhor.

Escuta-nos, Senhor da Glória!
(Preces espontâneas)

Ajudai-nos Senhor a vivermos com gratidão toda a nossa vida na força do alimento celeste, participando na morte e na ressurreição do Senhor. Que sejamos solícitos em praticarmos boas obras e agradar-vos, impregnando o mundo de espírito cristão e transformando-nos em testemunhas de Cristo em tudo, no meio da comunidade humana. Nós vos elevamos toda esta oração rezando juntos como Jesus nos ensinou:
Pai-Nosso

Rezemos com toda a Igreja em preparação para este grande encontro da V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe que tem como tema  Discípulos e missionários de Jesus Cristo, para que nossos povos n'Ele tenham vida

Senhor Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, rosto humano de Deus e rosto divino do homem, acendei em nossos corações o amor ao Pai que está no céu e a alegria de sermos cristãos. Vinde ao nosso encontro e guiai nossos passos para seguir-vos e amar-vos na comunhão de vossa Igreja, celebrando e vivendo o dom da Eucaristia, carregando nossa cruz, e ungidos por vosso envio. Dai-nos sempre o fogo de vosso Santo Espírito, que ilumine nossas mentes e desperte entre nós o desejo de contemplar-vos, o amor aos irmãos, sobretudo aos aflitos, e o ardor por anunciar-vos no início deste século. Discípulos e missionários vossos, queremos remar mar adentro, para que nossos povos tenham em Vós vida abundante, e com solidariedade construam a fraternidade e a paz. Senhor Jesus, vinde e enviai-nos! Maria, Mãe da Igreja, rogai por nós. Amém.

Contemplando Maria,ao final desse momento de adoração, compreenderemos melhor a força transformadora que a Eucaristia possui. Colocando-nos à escuta dela, encontraremos no mistério eucarístico a coragem e o vigor para seguir Cristo Bom Pastor e para O servir nos irmãos.

Ave Maria...

DESPEDIDA

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa