domingo, 23 de janeiro de 2011

Como alcançar a pureza?


Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido (Sl 50, 12)

Resolvi colocar uma foto minha quando era criança na capa da minha Bíblia, muita gente não entendeu; fiz isso para que ao olhar para o Diego-Criança eu lembrasse da pureza que Deus me deu. 

O que mais peço para Deus hoje, é que eu seja puro e que através desta pureza muitos possam ver a Cristo. É muito bom se relacionar com pessoas puras, a pureza sem a infantilidade é um ingrediente eficaz nos relacionamentos inter-pessoais.
 É possível viver a pureza em meio a este mundo erotisado, é um desafio para todos nós jovens, mas para que isso aconteça é necessário DECISÃO!!! Peça agora:

Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido (Sl 50, 12)

Se nos fizermos crianças, Deus pode agir em nós, porém, se nos fechamos em nossa suposta maturidade a transformação não acontece. Ser criança para Deus não é ser infantil, ou ingênuo, é deixá-lo livre para realizar sua vontade em nós, retirando de nossas vidas todo escrúpulo e tabu, dando-nos assim, o equilíbrio. O segredo da pureza na juventude é o próprio Deus quem dá:

Como um jovem pode levar uma vida pura? Guardando tua palavra! (SL 119,9)

Este guardar a Palavra, é mais do que simplesmente ler a Bíblia e decorar alguns versículos; guardar a palavra é tê-la gravada em nosso coração, para que ao sermos tentados possamos dizer não ao pecado e viver a LIBERDADE de quem faz uma opção pela FELICIDADE, que só se encontra em Deus!!! O Senhor já nos orientou, para aceitar o desafio de ser puro , precisamos de três coisas:

- SER COMO CRIANÇA;
- SER DECIDIDO;
- GUARDAR A PALAVRA;

Aceite o desafio, encontre com Cristo e seja Feliz!!!!
Força e Paz!!!

Diego Fernandes
Com. Canção Nova
Fonte: cancaonova.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa