quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Arquidiocese do Rio lança concurso da logomarca e Inaugura sede da JMJ-2013


E-mailImprimirPDF
sede_jmj_t2


Na tarde desta terça-feira, 27, foi inaugurada a sede do Comitê Organizacional Local da Jornada Mundial da Juventude do Rio de Janeiro (JMJ-2013) localizada no 7º andar do Edifício João Paulo II, na Glória.
A bênção das instalações foi feita pelo arcebispo do Rio, dom Orani João Tempesta, e contou com a presença de bispos, vigários episcopais, presbíteros, religiosos, cristãos leigos, jovens e jornalistas.


Durante o evento, foi lançado o regulamento do concurso da logomarca da jornada, que estará disponível no site oficial da JMJ Rio 2013 (rio2013.com). As inscrições poderão ser feitas até o dia 22 de outubro, e no dia 3 de dezembro será feito o anúncio oficial da logomarca escolhida.
“Pessoas do mundo inteiro poderão enviar as suas inspirações e ideias, e uma comissão julgadora vai escolher as melhores sugestões, que serão enviadas para o Pontifício Conselho dos Leigos, que fará a escolha final. Posteriormente, também será lançado o concurso para a letra e a música do hino da jornada”, afirmou dom Orani.

O arcebispo do Rio também pediu que todos intensifiquem as orações na intenção da JMJ Rio 2013. “Pedimos a Deus que aqueles que vão trabalhar aqui e que terão a responsabilidade de levar adiante essa missão sejam cada vez mais cheios da graça de Deus para que, vivenciando a experiência cristã, possam anunciar o Cristo Ressuscitado a todas as pessoas, de maneira especial, aos jovens que aqui estarão. Peço que todos os funcionários, especialmente os que vão trabalhar neste andar, rezem a oração do Espírito Santo, na chegada e na saída, e o Ângelus ao meio-dia”, afirmou.
Lembrando São Vicente de Paulo, celebrado pela Igreja no dia 27 de setembro, e o jovem universitário Antonio Frederico Ozanam, que fundou as conferências vicentinas, dom Orani ressaltou a importância do trabalho que deve ser realizado na jornada. “Hoje é um dia simbólico para nós, porque São Vicente sempre trabalhou pelos pobres, pelas missões e também pela formação do clero. E esse é o rumo que a providência nos coloca para vivermos. Esperamos que a nossa juventude, inspirada nesses exemplos de santidade, possa vivenciar a missão e testemunhar Jesus Cristo, Nosso Senhor”, disse.
O bispo auxiliar e animador do Setor Juventude, dom Antonio Augusto Dias Duarte, também destacou a importância da unidade no trabalho missionário. “Precisamos dar passos para a unidade e comunhão entre as pessoas. Porque, além de um trabalho profissional feito com seriedade, a Igreja procura uma só coisa: unir as pessoas com Deus e entre si. Temos a expectativa que a Jornada Mundial da Juventude em 2013 será um impulso grande para a Igreja no Brasil e em todo mundo”, incentivou.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa