sexta-feira, 29 de maio de 2015

Arquidiocese de Belo Horizonte prepara 15ª Torcida de Deus

A arquidiocese de Belo Horizonte (MG) irá reunir milhares de fiéis no próximo domingo, 31, no estádio Mineirão, para a 15ª edição da Torcida de Deus. O evento é realizado a cada três anos e os convites são gratuitos, distribuídos nas paróquias.

Esta edição, segundo o arcebispo metropolitano, dom Walmor de Oliveira, foca no contexto do Ano da Paz, conclamado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). “Estamos empenhando todos os segmentos da nossa arquidiocese nessa perspectiva do Ano da Paz, para que não restrinjamos sua promoção a alguns eventos, embora eles aconteçam, mas sobretudo colocando segmentos e pessoas no horizonte deste grande compromisso do Ano da Paz, como a nossa Conferência tem se empenhado”, explicou.
A programação da 15ª Torcida de Deus terá início com a acolhida dos participantes, às 15h30. Após a celebração eucarística, marcada para 17h, será realizada a procissão com o Santíssimo, um dos momentos mais aguardados do evento, quando todas as luzes do estádio se apagam e as atenções se concentram no Santíssimo Sacramento.
Com informações da arquidiocese de Belo Horizonte
http://www.cnbb.org.br/regionais/leste-2/16605-belo-horizonte-se-prepara-para-15-torcida-de-deus

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa