sábado, 4 de setembro de 2010

Abobrinha recheada com ricota e atum

Esta receita vai fazer sucesso durante as refeições


INGREDIENTES

2 abobrinhas grandes cortadas em rodelas de 3 cm de altura (600 g)
1 xícara (chá) de ricota amassada (110 g)
1 lata de atum em água e sal, escorrida

3 colheres (sopa) de queijo tipo parmesão ralado
Tempero à base de peixe

MODO DE PREPARO

Com o auxílio de um boleador ou de uma colher, escave as rodelas de abobrinha, formando cavidades, e reserve a polpa. Tempere a parte interna com o tempero à base de peixe e disponha-as em uma assadeira grande, untada. Pique a polpa reservada e disponha-a em uma tigela. Junte a ricota e o atum, misturando bem. Recheie as abobrinhas e polvilhe o queijo ralado pela superfície. Leve ao forno médio (180 graus), pré-aquecido, por 30 minutos, ou até gratinar e a abobrinha ficar macia. Retire do forno e sirva em seguida.

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 30 minutos (+ 30 minutos de forno)

DICA
Se preferir, forre a assadeira com papel-alumínio para facilitar a posterior higienização do utensílio.

Receita cedida por www.ajinomoto.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa