sábado, 11 de setembro de 2010

Lasanha de strogonoff de filé mignon

Reuna a família para saborear esta receita


Ingredientes

Molho Branco:
3 caixinhas de molho branco
200ml de leite sal

Molho de Tomate:
1 litro de molho de tomate

Recheio de Filet Mignon:
250g de filet mignon, em tirinhas
2 colheres (sopa) de margarina
1 tablete de caldo de carne
2 colheres (sopa) de catchup
100g de champignon, em fatias sal

Para a montagem:
12 tiras de massa de lasanha (500g)
100g de mussarela, em fatias
50g de queijo parmesão ralado
50g de batata palha

Modo de Preparo:
Comece preparando o recheio de strogonoff de filet mignon. Num refratário pequeno, coloque as tirinhas de filet mignon, a margarina, mexa bem e leve ao micro-ondas por 5 minutos. Retire, mexa novamente, acrescente o tablete de caldo de carne, ½ xícara (chá) de água e leve ao micro-ondas por mais 10 minutos. Retire do micro-ondas, acrescente o catchup, o champignon, mexa delicadamente até envolver bem o recheio, acerte o sal e reserve. Num refratário pequeno, junte as caixinhas de molho branco, o leite, mexa delicadamente, acerte o sal, leve ao micro-ondas por 3 minutos e reserve. Num refratário pequeno, coloque o molho de tomate, 1 xícara (chá) de água, leve ao microondas por 3 minutos e reserve.

Monte a lasanha num refratário médio. Alterne as camadas de molho e massa da seguinte forma: molho branco, fatias de mussarela, tiras de lasanha, molho de tomate, recheio de strogonoff de filet mignon, tiras de lasanha, molho branco, fatias de mussarela, tiras de lasanha, finalize com molho de tomate, acrescente o queijo parmesão e leve ao micro-ondas por 25 minutos. Retire do micro-ondas, espalhe por cima a batata palha e sirva a seguir.

Receita cedida por www.adria.com.br.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa