sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Queijo de minas

Ingredientes:
- 4 litros de leite;
- 2 colheres(sopa) de sal;
- 2 colheres(sopa) de coalho líquido;
- ½ copo de água morna.

Modo de fazer:
Misture o coalho e o sal com a água morna.
Adicione ao leite que deverá estar em temperatura morna (33 a 35°).
Misture bem e deixe coalhar.
Retalhe com colher de pau nova ou faca, deixando descansar por mais 10 minutos.
Retire com uma espumadeira o leite coalhado e coloque em forma própria, pressionando levemente.
Com o soro faça ricota (receita à parte).
Coloque mais um pouco de sal por cima e deixe escorrer por 4 horas. Vire a forma, coloque um pouco de sal e deixe escorrer mais 4 horas.
Se não tiver forma própria, faça uma de pote de margarina de 1 k vazia e toda furada com ponta de prego bem esquentada no fogo.
Se quiser queijo curado, no dia seguinte lave o queijo em água corrente, passe-o no lado fino do ralo, alise com a mão ou espátula em ambos os lados do queijo e deixe repousar por 3 dias.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa