terça-feira, 7 de setembro de 2010

Sanduíche cremoso de patê de atum

Festas, encontros ou simplesmente um lanche, esta receita vai virar mania


Ingredientes:
8 fatias de pão de forma
1 patê de atum tradicional (150g)
1 copo de requeijão cremoso (220g)
4 a 5 colheres (sopa) de leite

4 colheres (sopa) de queijo tipo parmesão ralado

Modo de preparo:
Sobre uma fatia de pão de fôrma, espalhe cerca de 2 colheres de sopa do patê de atum tradicional. Cubra com outra fatia de pão.

Repita a montagem para obter 4 sanduíches.

Corte cada sanduíche ao meio, formando 2 triângulos. Numa tigela, misture bem o requeijão e o leite Coloque cada sanduíche num refratário pequeno e distribua, entre os 4 refratários, o creme de requeijão e leite (os sanduíches devem ficar cobertos).

Polvilhe o queijo na superfície. Leve ao forno médio (180º C), preaquecido, por cerca de 20 minutos ou até que a superfície fique dourada.

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 10 minutos

Tempo de cozimento: 20 minutos

Dica: a quantidade de leite vai depender da cremosidade do requeijão. É importante que o creme não fique ralo.

Variação: Acrescente um pouquinho de queijo gorgonzola ao creme de requeijão.

Receita cedida pela empresa alimentícia Gomes da Costa

 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa