sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Charuto vegetariano de repolho

Saudável, diferente e muito saboroso
Ingredientes:
1 repolho
1 colher de chá de mostarda
1 colher de sopa de kummel
1 colher de chá de coentro em pó
6 folhas de hortelã.


Modo de preparo:
Cozinhe tudo em 1 litro de água com um pouco de sal por alguns minutos, até que as folhas de fora do repolho se soltem com facilidade.

Ingredientes para o Recheio:
Arroz cozido misturado com: 2 colheres de sopa de azeite 3 colheres de sopa de aveia 75g de castanha do Pará 1 cenoura picadinha 1 xicara de chá de azeitonas picadas 1/2 de chá de noz-moscada.

Modo de preparo:
Enrole o recheio nas folhas de repolho e prenda com palito. Coloque aos charutos em forma refratária ou em panela fechada e cozinhe em fogo brando por 20 minutos, na própria água do repolho (use pouca água no fundo da panela). Tempere o caldo restante com sal e ervas a gosto (se for necessário) e engrosse com um pouco de creme de leite ou se preferir farinha de trigo meio torrada. Finalmente, arrume os charutos em uma travessa e despeje o molho por cima. Sirva quente com queijo ralado.

Receita cedida pelo site RudgeSBC

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Reflexão

Todas as pessoas costumam falar em justiça ,mas para a maioria delas o fundamento dessa justiça são princípios e valores humanos, principalmente o que está escrito nas leis. Para nós cristãos, esse critério não é suficiente para entendermos verdadeiramente o que é justiça. Não é suficiente em primeiro lugar porque nem tudo o que é legal, é justo ou moral, como por exemplo a legalização do divórcio, do aborto ou da eutanásia. Também devemos levar em consideração que todas as pessoas, embora sejam seres naturais, possuem um dom de Deus que faz delas superiores à natureza, participantes da vida divina, e como Deus é amor, o amor é, para quem crê, o único e verdadeiro critério da justiça

CNBB - Imprensa